Skip to content

Áustria mobiliza 2.200 soldados nas fronteiras para evitar fluxo de migrantes

As forças armadas austríacas empregarão até 2.200 soldados para proteger as fronteiras austríacas da invasão de migrantes prometida pelo governo turco e que pode se iniciar a qualquer momento caso a Grécia não consiga deter os milhares de migrantes que estão na sua fronteira. Atualmente, 850 militares estão em alerta total.

A ministra da Defesa Klaudia Tanner e o ministro do Interior Karl Nehammer anunciaram no dia  os reforços para a vigilância das fronteiras austriacas devido a crise de migrantes causada pela Turquia.

“Não deixaremos nenhum migrante passar. Nós aprendemos com os erros de 2015 . A situação na fronteira turco-grega “não é uma crise humanitária acidental. A Turquia está divulgando notícias falsas e vídeos manipulados de fronteiras abertas. Esta é uma tentativa dramática e repreensível de extorsão e abuso de pessoas pela Turquia, embora a maioria não seja de refugiados sirios.”; disse a ministra da Defesa austriaca Klaudia Tanner.

“Não receberemos mais refugiados completamente. Aprendemos com os erros de 2015. Estamos comprometidos com uma operação de fronteira forte e robusta”
A situação na fronteira turco-grega “não foi uma crise humanitária coincidente”, mas a tentativa do presidente turco Recep Tayyip Erdogan de pressionar a Grécia e a UE. Mas a Europa permaneceria unida e não seria chantageada. Os fatos de 2015 não devem ser repetidos. disse o ministro do Interior Nehammer.

Fonte: http://www.bundesheer.at/cms/artikel.php?ID=10350

Para esse fim, a missão de assistência nas fronteiras das Forças Armadas da Áustria foi prorrogada pelo Conselho de Ministros na semana passada.

No momento, 850 soldados estão estacionados nas fronteiras. Para manter a segurança interna, Tanner planeja adicionar até 2.000 soldados. Isso também realizará controles de fronteira na Hungria e na Eslovênia. Não há detalhes adicionais a serem anunciados, mas “estamos em contato próximo com as autoridades gregas”, disse Nehammer.

Mais uma vez, os dois ministros confirmaram sua rejeição a uma “coalizão de voluntários”, que gostaria de coordenar a recepção de refugiados menores não acompanhados. “Jà temos 7.000 crianças e 4.000 mulheres na atenção prioritària”, disse Nehmmer.
E também 30.000 desempregados com direito a asilo, que devem ser integrados ao mercado de trabalho.

O comando militar de Burgenland fez um balanço do ano passado na sexta-feira e espera uma extensão da missão de assistência na fronteira

Burgland. Em 2018, 9.534 migrantes foram detidos na fronteira de Burgenland. No ano anterior, foram 150% a mais registradas. O “Comando Militar de Burgenland” anunciou na sexta-feira.

A missão de assistência na fronteira da região de Burgenland foi recentemente ampliada e está programada para maio de 2020. Segundo o brigadeiro Gernot Gasser, comandante militar de Burgenland, atualmente os 450 soldados na fronteira estão necessitando de mais reforços.

  • Com informações Meinbezirk Osterreich, Voice of Europe, News.puls24.at, Les Observateurs CH, Reuters, AFP via redação Orbis Defense Europe.

O post Áustria mobiliza 2.200 soldados nas fronteiras para evitar fluxo de migrantes apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV