Skip to content

Chanceler austríaco acusa Turquia de atacar a União Europeia usando migrantes e refugiados

O chanceler austríaco Sebastian Kurz classificou nesta terça-feira a decisão turca de abrir as suas fronteiras para os refugiados entrarem na Europa como um “ataque da Turquia à União Europeia e à Grécia”. “É um ataque da Turquia contra a União Europeia e a Grécia. Os seres humanos são usados para pressionar a Europa”, disse o líder conservador durante conferência de imprensa sobre a situação na Síria e na fronteira turco-grega.

A União Europeia e a Turquia celebraram em 2016 um acordo no âmbito do qual Ancara se comprometia a combater a passagem clandestina de migrantes para território europeu em troca de ajuda financeira, e, ao total foram 50 bilhões de euros destinados para a Turquia desde então.

A Turquia, que acolhe no seu território cerca de quatro milhões de refugiados, na maioria sírios, anunciou na sexta-feira ter aberto as fronteiras com a Europa, ameaçando deixar passar migrantes e refugiados numa aparente tentativa de pressionar a Europa a assegurar-lhe um apoio ativo no conflito que a opõe à Rússia e à Síria.

https://platform.twitter.com/widgets.js

A decisão de “abrir portas” foi tomada em um conselho de segurança extraordinário presidido pelo chefe de Estado turco, Recep Tayyip Erdogan, um dia depois da morte de mais de 30 militares turcos em ataques aéreos em Idlib, no noroeste da Síria, realizados, segundo Ancara, pelas forças sírias, que são apoiadas pela Rússia.

A Grécia e os seus parceiros europeus temem um novo afluxo de refugiados da Síria. Em 2015, mais de um milhão de refugiados e migrantes chegaram à Europa, até um acordo entre a UE e a Turquia para regular os seus movimentos.

A Grécia já está a ter dificuldades para cuidar dos milhares de requerentes de asilo que estão retidos no país, às vezes há vários anos, especialmente nas suas ilhas, onde os campos de migrantes estão sobrelotados e as condições de vida são insalubres.

Mais de 38.000 migrantes vivem em acampamentos nas ilhas de Lesbos, Chios, Samos, Leros e Kos, embora essas instalações tenham sido planeadas para acolher apenas 6.200 pessoas.

Fonte: https://twitter.com/sebastiankurz?lang=pt

Ministros do Interior da União Européia reunidos para debater a situação de fronteiras

Os ministros dos Assuntos Internos da União Europeia (UE) vão reunir-se esta quarta-feira em Bruxelas num encontro extraordinário sobre a situação nas fronteiras comunitárias, particularmente tensa para a Grécia e Bulgária, após as ameaças da Turquia.Em causa está uma reunião extraordinária do Conselho de Justiça e Assuntos Internos (direcionada para esta última questão) para “troca de pontos de vista sobre a situação nas fronteiras externas da UE”, segundo uma informação disponibilizada no site da instituição.

O encontro, que começa pelas 17h (hora local). Além dos Estados-membros da UE, este Conselho contará, excecionalmente, com representantes de países associados ao espaço Schengen.

A convocação desta reunião surgiu depois de a Turquia ter anunciado, no final da semana passada, a abertura de fronteiras para deixar passar migrantes e refugiados para a UE, ameaçando assim falhar aos compromissos assumidos com o bloco comunitário.

Està claro que o objetivo do Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, é obrigar o apoio militar e financeiro ocidental na questão turca na guerra contra a Síria.

É sobretudo a Grécia que enfrenta uma brutal pressão nas suas fronteiras externas com a Turquia, o que levou o país a pedir, no passado domingo, que a agência europeia da guarda costeira, a Frontex, lançasse uma intervenção rápida nas fronteiras externas da Grécia no Mar Egeu. Essa operação, já em curso, permitirá ajudar as autoridades gregas a lidar com o fluxo de refugiados oriundos da Turquia, através de um reforço do pessoal e dos meios técnicos, como aeronaves, embarcações e helicópteros.

  • Com informações Kronen Zeitung, RFI Internacional, Agence France Press, Austrian MRE, Voice of Europe e Observador PT via redação Orbis Defense Europe.

O post Chanceler austríaco acusa Turquia de atacar a União Europeia usando migrantes e refugiados apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV