Skip to content

EUA atacam forças do Taleban após quebra de acordo de paz

Forças militares dos EUA realizaram nessa quarta-feira (04) seu primeiro ataque aéreo contra as forças do Taliban no Afeganistão desde a assinatura de um ambicioso acordo de paz com o grupo militante islâmico.

O porta-voz militar dos EUA, Coronel Sonny Leggett, disse em um tweet que o ataque “defensivo” foi o primeiro ataque dos EUA contra os militantes em 11 dias. Ele disse que o ataque foi para combater um ataque do Taleban às forças do governo afegão em Nahr-e Saraj, na província de Helmand, no sul.

O Taliban declarou que retomaria sua ofensiva contra as forças de segurança afegãs, um dia após o grupo assinar um histórico acordo de paz com os Estados Unidos no Catar. De acordo com declarações de integrantes, o grupo ainda assim espera que os EUA cumpram sua promessa de deixar o Afeganistão em breve.

Um porta-voz do Taliban declarou pelas redes sociais usadas pelo grupo que apenas uma trégua com tropas estrangeiras continuará, mas as forças afegãs serão atacadas até que todos os prisioneiros do Taliban sejam libertados. Outros militantes de alta posição do Taliban declaram que poderão atacar militares extrangeiros que estejam envolvidos em atividades com os militares do governo afegão.

Leggett acrescentou que as forças do Taliban realizaram 43 ataques às tropas afegãs na terça-feira em Helmand. Segundo um porta-voz do governador da província, Omer Zwak, pelo menos dois policiais foram mortos e um outro ferido no distrito de Washir, no sul de Helmand.

Leggett pediu ao Talibã que pare os ataques e cumpra seus compromissos com base no acordo de paz assinado em 29 de fevereiro entre seus líderes e o enviado dos EUA Zalmay Khalilzad em Doha, Catar, que estabelece um caminho baseado em condições para a retirada das forças americanas do Afeganistão.

O presidente Donald Trump confirmou na terça-feira que falou ao telefone com um líder do Taliban, tornando-o o primeiro presidente dos EUA que se acredita ter falado diretamente com o grupo militante responsável pela morte de milhares de tropas americanas em quase 19 anos de luta no Afeganistão.

O Ministério do Interior afegão diz que quatro civis e 11 soldados foram mortos na quarta-feira em uma onda de ataques do Taliban em todo o país nas últimas 24 horas.

Segundo o porta-voz do ministério Nasrat Rahimi, as forças afegãs mataram pelo menos 17 talibãs durante esses confrontos.

O Ministério da Defesa afegão disse anteriormente que sete soldados foram mortos quando o Taliban atacou um posto de controle na província de Kunduz, no norte.

O porta-voz da polícia de Kandahar, Jamal Naser Barekzai, disse à Associated Press que um policial foi morto e um ferido em uma série de ataques do Talibã em toda a província.

O Taliban não assumiu a responsabilidade por nenhum desses ataques até agora ou comentou o ataque aéreo dos EUA na quarta-feira.

No entanto, o porta-voz do Taliban Zabihullah Mujahid disse à AP quarta-feira que uma semana de trégua que começou à meia-noite de 21 de fevereiro havia terminado.

Com base no acordo EUA-Taliban, as negociações de paz entre os lados afegãos em guerra devem começar em 10 de março. No entanto, o governo afegão já rejeitou a libertação de prisioneiros do Taliban antes de iniciar as negociações, uma condição prévia que os militantes dizem que fazia parte do Acordo dos EUA.

Leggett disse que as forças americanas são responsáveis ​​por defender seus aliados afegãos de acordo com acordos entre os EUA e os governos afegãos.

  • Com informações Fox News, NY Times e AFP via redação Orbis Defense Europe.

O post EUA atacam forças do Taleban após quebra de acordo de paz apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV