Skip to content

Navios da Royal Australian Navy encontram a Marinha Chinesa no contestado Mar da China Meridional

Navios de guerra australianos encontraram a marinha chinesa no Mar da China Meridional durante uma viagem que os viu navegar perto das ilhas contestadas reivindicadas por Pequim. Os navios estavam a caminho de exercícios com os EUA e o Japão e o ADF (Australian Defense Forces) diz que todos os encontros inesperados são tratados profissionalmente.

O ABC é um grupo naval de tarefas conjunto da Força de Defesa Australiana, composto por cinco navios de guerra que viajaram na semana passada pelas vias navegáveis ​​disputadas, incluindo perto das Ilhas Spratly, que a China reivindica como próprias.

Os navios de guerra australianos não estavam a 20 quilômetros das ilhas contestadas, ao contrário dos navios de guerra americanos, que recentemente realizaram exercícios de liberdade de navegação para contestar as reivindicações territoriais de Pequim.

Em uma declaração, a Australia Defense Forces insistiu que todas as “interações não planejadas com navios de guerra estrangeiros durante todo o destacamento foram conduzidas de maneira segura e profissional”.

Os navios de guerra australianos, liderados pelo HMAS Canberra, estavam em trânsito pela região cada vez mais tensa enquanto se dirigiam ao mar das Filipinas para exercícios de treinamento com as marinhas americana e japonesa .

Os navios estavam a caminho de exercícios com as marinhas americana e japonesa. ( Notícias Da ABC: Emma Machan )

Em breve, o HMAS Canberra, o HMAS Hobart, o HMAS Stuart, o HMAS Arunta e o HMAS Sirius chegarão ao Havaí para jogos maiores de guerra militar, conhecidos como RIMPAC.

“A Austrália está comprometida com uma região Indo-Pacífico segura, aberta, próspera e resistente. Trabalhamos rotineiramente com parceiros regionais para enfrentar desafios de segurança compartilhados”,
“As atividades conduzidas durante essa implantação de rotina fazem parte dos compromissos regulares entre forças militares da Força de Defesa Australiana em todo o Indo-Pacífico, que são realizados todos os anos”; disse um porta-voz da Defesa.

Não se sabe exatamente onde os militares chineses interagiram com o grupo de trabalho conjunto australiano, mas a Defesa confirmou que os navios de guerra navegavam perto das disputadas Ilhas Spratly na semana passada.

No ano passado, a Marinha Real Australiana foi seguida de perto pelos navios militares chineses durante um trânsito semelhante do Mar da China Meridional.

O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, nesta semana sinalizou que os militares americanos realizariam mais operações de liberdade de navegação (FONOPS) para desafiar as reivindicações territoriais de Pequim no mar da China Meridional.

“Em 2019, realizamos o maior número de operações de liberdade de navegação no Mar da China Meridional nos 40 anos de história do programa FONOPS, e manteremos o ritmo este ano”, disse ele.

No inicio do ano a Marinha Australiana foi seguida de perto pelos militares chineses em um trânsito recente do Mar da China Meridional, perto de ilhas controversamente reivindicadas por Pequim.

A Defesa confirmou que teve uma interação “profissional” e “amigável” com o Exército de Libertação Popular durante o Indo-Pacific Endeavor 2019, uma missão de envolvimento regional do ADF que terminou hoje.

O HMAS Canberra ancorou em Darwin, encerrando uma excursão de três meses por sete países asiáticos, envolvendo três outros navios de guerra australianos, aeronaves e mais de 1.200 militares.

O comodoro do ar Richard Owen conversou com a ABC a bordo do Navio capitânea do grupo de tarefas HMAS Canberra depois que ela chegou ao Top End.

Ele disse que o Grupo de Trabalho Australiano fez dois trânsitos pelo Mar da China Meridional, onde os militares chineses vigiam de perto os visitantes internacionais que passam pelas águas contestadas.

O ABC pode revelar que os australianos foram seguidos de perto pelos militares chineses em 2019, enquanto se dirigiam para o Vietnã, e quando o Grupo de Tarefa partiu do porto de Cam Ranh.

“Eles querem saber quem somos, para onde estamos indo e quais são nossas intenções, e os chineses não eram diferentes – eram amigáveis, profissionais.”

No ano passado, o ABC revelou que três navios de guerra australianos também foram desafiados pelas forças armadas chinesas ao se dirigirem ao Vietnã para uma visita de três dias de boa vontade na cidade de Ho Chi Minh.

Durante a missão Indo-Pacific Endeavor deste ano, o HMAS Canberra foi acompanhado pelo HMAS Success, HMAS Newcastle e HMAS Parramatta, além de embarcar helicópteros de combate marítimo MH-60R e helicópteros de apoio marítimo MRH-90.

  • Com texto adaptado do correspondente Andrew Greene para o ABC Austràlia e informações da Royal Australian Navy, Associated Press & AFP via redação Orbis Defense Europe.

O post Navios da Royal Australian Navy encontram a Marinha Chinesa no contestado Mar da China Meridional apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV