[email protected]+55 (61) 99682-6245 facebook

logo

publicado em:24/04/19 11:56 AM por: marcelo_mb_rj Notícias

Por ZHANG ZHIHAO

O presidente Xi Jinping pediu na terça-feira esforços conjuntos para salvaguardar a paz marítima e construir uma comunidade marítima com um futuro compartilhado.

Os países deveriam consultar e administrar melhor suas diferenças, e não recorrer à força ou ameaças de força, disse Xi, também presidente da Comissão Militar Central, enquanto se reunia com os chefes de delegações estrangeiras convidados a participar dos eventos navais multinacionais que marcaram o 70º aniversário da fundação da Marinha do Exército de Libertação do Povo Chinês (PLA Navy) em Qingdao, província de Shandong.

china-parada-naval

Frota chinesa durante Parada naval pelos 70 anos de sua fundação Foto PLA Navy

Xi disse que os oceanos são de grande importância para a sobrevivência e o desenvolvimento das sociedades humanas, criando vidas, conectando mundos e facilitando o desenvolvimento.

“O planeta azul que os humanos habitam não é dividido em ilhas pelos oceanos, mas está conectado pelos oceanos para formar uma comunidade com um futuro compartilhado, onde pessoas de todos os países compartilham o bem e o mal”, disse ele.

Por isso, a paz e a tranquilidade dos oceanos é crucial para a segurança e os interesses de países do mundo todo, e isso requer esforços conjuntos para manter, disse ele.

O povo chinês ama a paz e buscará resolutamente o caminho do desenvolvimento pacífico e uma política de defesa nacional de natureza defensiva, disse ele.

Xi pediu esforços conjuntos para enfrentar ameaças e desafios comuns no mar e salvaguardar a paz e a tranquilidade marítimas.

Atualmente, a cooperação oceânica no mercado, tecnologia, informação, cultura e outras áreas está se aprofundando cada vez mais, disse ele.

A razão para a China propor a construção conjunta da Estrada de Seda Marítima do Século XXI, disse Xi, é facilitar a conectividade marítima, a cooperação pragmática em vários campos e o desenvolvimento da “economia azul”, bem como promover a integração de culturas marítimas, e melhorar o bem estar marítimo.

“As forças armadas chinesas estão dispostas a trabalhar com suas contrapartes estrangeiras para contribuir ativamente para o desenvolvimento marítimo e a prosperidade”, disse Xi.

“Devemos cuidar dos oceanos enquanto tratamos nossas vidas”, disse Xi. Ele observou que a China participou plenamente da formulação e implementação do mecanismo de governança marítima e das regras relacionadas dentro da estrutura da ONU, e implementou a meta do desenvolvimento marinho sustentável.

Navios-estrangeiros

Navios de guerra estrangeiros em Qindao – Foto Chinatopix via AP

A China atribui grande importância ao reforço da prevenção da poluição e do tratamento do ambiente marinho, protegendo a biodiversidade marinha, utilizando os recursos marinhos de forma adequada e deixando um mar límpido e azul para as gerações futuras, acrescentou.

A PLA Navy continuará a arcar ativamente com suas responsabilidades e deveres internacionais, ajudará a manter a segurança nas hidrovias internacionais e fornecerá mais serviços e produtos públicos relacionados à segurança marítima para o mundo, disse ele.

Xi também pediu mais e melhores consultas quando há uma questão ou diferença, em vez de recorrer à força ou ameaças com o menor pretexto. As nações também devem defender consultas iguais, criar melhores mecanismos de comunicação de crise, melhorar a cooperação regional de segurança e gerenciar adequadamente as disputas relacionadas a assuntos marítimos, disse ele.

Um seminário de alto nível sobre a construção de uma comunidade marítima com um futuro compartilhado será realizado como parte dos eventos navais multinacionais, disse ele.

O comandante da Marinha Real Tailandesa, almirante Luechai Ruddit, em nome dos chefes das delegações estrangeiras, disse que o governo, o exército e a marinha chineses fizeram grandes esforços e contribuíram ativamente para construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade.

Ele expressou a crença de que o conceito e a proposta de uma comunidade marítima com um futuro compartilhado promoverão a cooperação entre as marinhas e contribuirão para a paz marítima e a prosperidade.

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: DAN

FONTE: China Daily





Comentários



Adicionar Comentário