Skip to content

Turquia envia navios de guerra para as águas gregas, Marinha Grega em alerta máximo

A medida que as tensões aumentam entre a França e a Turquia , 18 navios de guerra turcos e um navio submarino de pesquisa de petróleo foram enviados por Ancara à ilha grega de Kastellorizo. A Marinha Grega se colocou em alerta após movimentos turcos no Mediterrâneo oriental desde segunda, dia 20.

Em 21 de julho, a Turquia anunciou pela Navtex (um sistema internacional de informações marítimas) sua intenção de realizar análises sísmicas ao sul e leste da ilha grega de Kastellorizo ​​- para um punhado de quilômetros da costa turca – no período de 21 de julho a 2 de agosto.

Além da perfuração submarina no Mediterrâneo oriental, na qual a Turquia deseja participar para obter uma parcela dos recursos de hidrocarbonetos, Ancara parece querer arrogar para si várias ilhas gregas, incluindo a de Kastellorizo, a mais distante de Atenas.

Em novembro passado, o governo turco assinou um acordo ilegal com o governo ilegìtimo da Líbia, para estabelecer uma Zona Econômica Exclusiva entre os dois países. No entanto, esta ZEE inclui ilhas gregas, incluindo Kastellorizo ​​e Creta, que Atenas denunciou desde então, em todas as áreas ”.

“As unidades da Marinha estão em operação desde terça-feira, 20 de julho, no sul e sudeste do Mar Egeu”, a área onde a marinha turca fez seus movimentos, disse a fonte à AFP.

“Apelamos à Turquia para interromper suas atividades ilegais que violam nossos direitos soberanos e comprometem a paz e a segurança na região”, disse um comunicado ministerial grego.

A transcrição da declaração oficial do Ministério de relações exteriores grego

Fonte: https://www.mfa.gr/en/current-affairs/statements-speeches/ministry-of-foreign-affairs-statement-on-turkeys-new-illegal-navtex-21-july-2020.html

Declaração do Ministério das Relações Exteriores sobre o novo NAVTEX ilegal da Turquia (21 de julho de 2020)

Terça-feira, 21 de julho de 2020

O anúncio de hoje das pesquisas turcas em uma seção da plataforma continental grega, através de um novo Navtex ilegal, constitui uma escalada da tensão em nossa região.

Destaca-se a persistência da Turquia em violar a legalidade internacional e seu completo desprezo pelo Direito Internacional, pelo Direito Internacional do Mar, pelas regras que regem as boas relações de vizinhança e pelas urgências da União Europeia.

Nossa embaixada em Ankara já realizou uma diligência no Ministério das Relações Exteriores da Turquia e nossas missões já levantaram a questão na UE, na OTAN e na ONU, bem como nas capitais dos membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU.

Conclamamos a Turquia a interromper imediatamente suas atividades ilegais, que violam nossos direitos soberanos e comprometem a paz e a segurança na região.

O único caminho para a estabilidade na região é o respeito pela legalidade internacional.

A Europa reage timidamente…

Na terça-feira, 20 de julho, o ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, denunciou as “provocações” turcas no Mediterrâneo oriental. Menos de 48 horas antes da primeira oração que acontecerá na Hagia Sophia em Istambul, transformada novamente em mesquita, a atitude do presidente turco é percebida como uma nova provocação.

“Em relação à perfuração da Turquia no Mediterrâneo oriental, temos uma posição clara: o direito internacional deve ser respeitado”, declarou ele durante uma conferência de imprensa com seu colega grego Nikos Dendias.

Ele acrescentou que Berlim estava esperando que “a exploração de gás” realizada pela Turquia em Chipre “parasse e não fosse mais realizada”.

Atenas também denuncia o controverso acordo turco da Líbia, assinado no ano passado, sobre o compartilhamento de espaços marítimos entre Ancara e o governo em Trípoli.

Os gregos acreditam que este acordo visa aumentar a influência da Turquia no Mediterrâneo, onde este país realizou recentemente perfurações exploratórias perto de Chipre, provocando protestos de países vizinhos, Chipre, Grécia e Egito.

A UE também denunciou essas “perfurações ilegais” e ameaçou Ancara com sanções.

  • Com informações do Ministério das relações exteriores grego, jornal Ekathimerini, Courrier International e AFP via redação Orbis Defense Europe.

O post Turquia envia navios de guerra para as águas gregas, Marinha Grega em alerta máximo apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV